Vazamento de óleo no Litoral do Nordeste pode ter sido causado por um navio-fantasma

0

Novas investigações do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (LAPIS), com uso de imagens de satélites e geointeligência marinha, indicam que os 5 navios gregos investigados pela Marinha do Brasil não foram os responsáveis pelo derramamento de óleo na Costa brasileira.

Na noite deste domingo, dia 10 de novembro, o Laboratório reforçou que a imagem de uma mancha de óleo próximo ao Rio Grande do Norte pode ser a origem da poluição no Litoral do Nordeste.

Foi eliminada a possibilidade de interferência da topografia do local na imagem de satélite da mancha de óleo, capturada a 40 km de São Miguel do Gostoso (RN), no dia 24 de julho. Também foi descartada que a mancha poderia ser um ruído de rastro do navio registrado pelo satélite.

Deixe Uma Resposta