Valdir destaca atual crise econômica brasileira

0

valdir santos“Estamos sofrendo constantemente com os efeitos da recessão econômica brasileira. Isso é bastante preocupante?. Com esse depoimento,  o vereador Valdir Santos (PTdoB) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), na manhã de hoje (11), para apontar as consequências negativas que a crise tem ocasionado em todo país.

De acordo com o parlamentar, o Brasil vive um momento real de desaceleração financeira, fato que já é sentido pela população. “Desde o início do ano o que mais estamos vendo são reajustes. O preço da gasolina, por exemplo, já perdi as contas de quantas vezes foi alterado. Sem contar o aumento do valor da água e luz. Ou seja, população está sofrendo as consequências dos equívocos cometidos pelo governo federal”, reclamou.

Para Valdir, além do povo, empresários, economistas e investidores, estão sentindo os efeitos severos do mau momento econômico brasileiro. “Em todo canto ouvimos pessoas falando sobre essa crise. Estive recentemente em Brasília e lá não é diferente. Infelizmente ninguém está preparado para enfrentar um problema dessa proporção, mas estamos sujeitos e temos que saber lidar com a situação”, pontuou.

O vereador também ressaltou que não está vendo ações efetivas do governo federal para reverter esse quadro. “O cenário vem se agravando, causando aumento de desemprego, queda no nível da produção, queda na renda familiar, redução da taxa de lucro, aumento de número de falências, e não é feita nenhuma mobilização por parte do governo para mudar esse quadro”, constatou.

Prédios Abandonados – Ainda em seu pronunciamento, o vereador informou que protocolará, junto à mesa diretora da Câmara, uma Indicação para que Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) solicite junto ao Governo Federal que os prédios abandonados sejam transformados em moradias. “Existem inúmeros prédios na cidade inutilizados e esquecidos pelo poder público. Eles poderiam ser destinados a essas famílias que recebem auxílio moradia. Dessa forma, reduziria o investimento feito com esses auxílios”, concluiu.

Da assessoria parlamentar

Deixe Uma Resposta