TRE mantém cassação de Bosco Costa e Talysson Costa

0

Na tarde desta quarta-feira, 22, o pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), por unanimidade, não acolheu os embargos de declaração do deputado federal Bosco Costa (PR) e do deputado estadual Talysson Costa (PR). Com isso, mantém a decisão de cassação dos seus mandatos por abuso de poder econômico nas eleições 2018 e inelegibilidade por oito anos.

Bosco teve o mandato cassado pelo TRE em 4 de setembro do ano passado. O desembargador Diógenes Barreto, relator do processo, e demais membros da Corte Eleitoral acataram a tese do Ministério Público Eleitoral  de que houve gastos absurdos declarados na locação de veículos na campanha eleitoral. A interpretação foi de que os gastos foram para burlar a legislação eleitoral , por destonar dos que foram feitos por outros candidatos com a mesma finalidade.

Já Talysson teve o mandato cassado por maioria do TRE, em 15 de agosto do ano passado, pelo uso da máquina pública de Itabaiana a favor da sua candidatura, praticada pelo seu pai, o prefeito Valmir de Francisquinho. O relator, o desembargador Diógenes Barreto, e a maioria dos membros do pleno do tribunal acataram denuncia do MPE de que  Talysson teria sido beneficiário da conduta abusiva e amplamente perpetrada por seu pai, com aptidão para desequilibrar a igualdade entre os candidatos.

Como a decisão do TRE cabe recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) os dois deputados seguem com seus mandatos até julgamento final do mérito.

Deixe Uma Resposta