“Quem vai rever os valores do IPTU?”, questiona Gilmar

0

O deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC), durante entrevista na rádio Jovem Pan FM, na manhã desta quinta-feira, 11, fez duras críticas ao projeto enviado pela Prefeitura de Aracaju à Câmara de Vereadores e votado ontem, que modifica regras de isenção do IPTU.

Gilmar considerou o projeto como um “pacote de maldades”. “Hoje, os servidores municipais e da Câmara são isentos do IPTU. Com o que foi aprovado ontem, o prefeito limita o apoio e não vai ter direito à isenção aquele servidor que tiver mais de um emprego. E os professores, como ficam?”, questionou.

O parlamentar defende que o IPTU seja calculado em cima do valor venal, ou seja, do valor do imóvel atual. “O IPTU de Aracaju, mesmo com a promessa feita pelo atual prefeito, é calculado hoje em cima da planta de valores que foi enviada para a Câmara de Vereadores em 2015. Isso significa que se o proprietário quiser vender seu imóvel, que na planta vale R$ 100 mil, mas no mercado, R$ 40 mil, o IPTU é cobrado em cima dos R$ 100 mil”, esclareceu o deputado.

Gilmar afirmou que já está encomendando um estudo técnico e jurídico para apresentar à população. “Quem vai repor o IPTU de Aracaju no seu devido lugar, respeitando o valor do imóvel, sou eu. A mentira é do atual prefeito. A verdade, o povo vai conhecer”, disse o parlamentar.

Da assessoria

Deixe Uma Resposta