Produção de teste foi iniciada na Bacia Sergipe-Alagoas

0
Os Testes de Longa Duração (TLD) realizados pela Petrobras para atestar a capacidade de petróleo e gás na costa sergipana tiveram início no último sábado (22), com o uso do FPSO Cidade de São Vicente, conectado a um poço de produção. Na sexta-feira (21), a Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), havia autorizado a estatal a iniciar a produção no reservatório de Farfan, em águas ultra-profundas de Sergipe. A licença do Ibama para perfuração foi concedida em dezembro de 2019 e tem validade de 180 dias. O prazo para conclusão dos testes na bacia Sergipe-Alagoas é dezembro de 2020 e a perspectiva é de instalação de dois FPSOs definitivos para exploração dos campos. 

Há cerca de seis anos, a Petrobras fez descobertas gigantes de petróleo e gás natural offshore em Sergipe, com grande potencial de produção de gás. As descobertas têm movimentado o setor no estado e gerado boas perspectivas para o desenvolvimento de Sergipe. Apenas uma das descobertas, Poço Verde, tem 11,9 bilhões (P50) de m³ de gás natural in place (VGIP). 

“Os testes de longa duração são fundamentais para que a Petrobras, tenha mais detalhes dos reservatórios encontrados em Sergipe. A expectativa é a melhor possível”, afirma o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, José Augusto Carvalho. 

O secretário lembra ainda que nos últimos meses, o olhar do mercado se voltou para o estado, “visto que alguns blocos da oferta permanente da ANP foram arrematados e já tiveram seus contratos assinados pelo consórcio firmado entre a ExxonMobil, Enauta e Murphy Oil”. A ExxonMobil, inclusive, deverá iniciar as perfurações de poços em águas profundas de Sergipe ainda este ano.


Deixe Uma Resposta