Prefeito sanciona PL que permite empréstimo de R$ 100 milhões

0

O prefeito Edvaldo Nogueira recebeu, nesta quinta-feira, 17, diversos vereadores de Aracaju para sancionar o Projeto de Lei aprovado pela Câmara de Vereadores na última quarta-feira, 16, que permite um empréstimo de até R$ 100 milhões junto à Caixa Econômica Federal (CEF). Os recursos serão utilizados para a retomada de obras que foram paralisadas na capital durante a gestão anterior, e foram aprovados na Câmara com 17 votos a favor, quatro contra e uma abstenção.

“É muito importante contar com o apoio dos vereadores para conseguir esse empréstimo tão importante neste momento de crise. Precisamos lembrar que esse valor é para o progresso e para resolver os problemas da nossa cidade”, ressaltou o prefeito Edvaldo, que aproveitou o momento para agradecer aos vereadores pela agilidade na votação, diante da urgência para liberação dos recursos para a cidade.

O vereador líder do governo na Câmara, professor Antônio Bittencourt, explica que o empréstimo possibilita um grande avanço para a economia municipal. “Como parte dos recursos foram utilizados, as obras não foram concluídas e nós não possuíamos o valor de contrapartida exigido pelo Governo Federal. Se não fosse esse empréstimo, teríamos que devolver os valores que já foram investidos. Insisto em dizer que é uma vitória do povo de Aracaju, porque serão diversos bairros que serão beneficiados”, ressalta.

Nitinho Vitale, presidente da Câmara, considera que a aprovação da PL foi muito importante para Aracaju. “Edvaldo quer retomar as obras inacabadas para cumprir o compromisso que fez com os aracajuanos. Tenho certeza que os aracajuanos também aprovaram essa decisão, porque estão vendo que Edvaldo vem procurando fazer uma gestão sempre pensando na população”, afirma o vereador.

Um dos bairros beneficiados com os recursos é o Santa Maria, comunidade de origem do vereador Bigode. Segundo ele, os bairros das periferias estavam esquecidos e precisam de investimentos. “Votei nesse empréstimo para o bem do povo de Aracaju. Através dele, serão feitas várias obras e realizados sonhos dos aracajuanos. Queremos uma cidade cada vez mais bonita e decente para viver”, comemora.

No momento, a Caixa Econômica só possui disponibilidade de empréstimo de R$ 50 milhões para aplicação obrigatória na execução de empreendimentos integrantes do programa de financiamento das contrapartidas do Programa de Aceleração do Crescimento e do Programa Minha Casa Minha Vida, que representa metade do valor ideal para a retomada das obras municipais. Devido a essa necessidade, o Projeto de Lei propôs a autorização para contratação de R$ 100 milhões, sendo que os últimos R$ 50 milhões ficarão condicionados à nova disponibilização do crédito pela instituição financeira.

Fonte/PMA

Deixe Uma Resposta