Prefeita tem que assumir os problemas e começar a trabalhar”, rebate Ezequiel

0

Preocupado com a falta de água nas torneiras do município de Capela, que em algumas residências passou das 72 horas, o ex-prefeito Ezequiel Leite (PR) solicitou a intervenção emergencial da Defesa Civil Estadual, diante da deficiência da Prefeitura em resolver ou amenizar o problema. A “solução” dada pela prefeita Silvany Sukita foi de que o problema era de responsabilidade de Ezequiel, que deixou o comando de Capela em dezembro de 2016.

“Pasmem os senhores! Quando a gente pensa que já viu de tudo em Capela, eis que a prefeita Silvany surpreende com mais uma de suas aparições e tenta me responsabilizar pela incompetência de sua gestão que deixou a população da nossa cidade sem água do sábado (10) até meados da terça-feira (13). A prefeita tem que assumir seus problemas, suas responsabilidades e começar a trabalhar porque até agora ela não disse a que veio”, rebateu Ezequiel.

Em nota pública, Silvany tentou rebater os questionamentos de Ezequiel tentando politizar uma situação que está prejudicando o povo capelense. “Política a gente debate e discute na hora certa e no palanque. Agora a prefeita tem que passar a viajar menos e ficar mais no seu município, para conhecer os problemas de Capela. O povo sem água na torneira e ela vem falar de rejeição? Eles conseguiram um feito inédito em 2017: em pleno inverno, em meio àquelas chuvas intensas, a cidade ficou sem o abastecimento. É muita incompetência!”.

Por fim, Ezequiel diz que sua maior satisfação é ter deixado a prefeitura em 2016 com as contas em dia, com os salários e 13º dos servidores pagos e com os pagamentos aos fornecedores regularizados. “Graças a Deus não sou questionado na rua ou através da imprensa sobre débitos que teria deixado com fornecedores, servidores ou prestadores de serviços. E sobre a provocação da prefeita sobre a DEOTAP, quero lhe dizer que sigo tranquilo, respeito o MPE e a Polícia Civil e que não sou bandido para me preocupar com isso. Aliás, eu não sei nem qual é o caminho da penitenciária”.

Da assessoria

 

Deixe Uma Resposta