População começa a ser afetada com greve dos caminhoneiros

0

Em razão da greve dos caminhoneiros em todo o país desde a segunda-feira, 21, em protesto aos constantes aumentos dos combustíveis pela política econômica do governo Michel Temer, a população já começa a ser afetada com a paralisação.

Em Sergipe, 30% da frota de ônibus já foi reduzida, começa a faltar combustível nos postos, a coleta do lixo está sendo afetada e pode ocorrer a suspensão de voos no Aeroporto Santa Maria por falta de combustível. Filas quilométricas estão sendo vistas nos postos de revenda do diesel, álcool e gasolina.

Os caminhoneiros no Estado estão paralisados no acesso a Pedra Branca/Maruim, com vários quilômetros de veículos estacionados ao lado da rodovia.

Quarto dia

As mobilizações entram no quarto dia e estão em curso em quase todos os estados do país. Basicamente focados na interrupção do abastecimento e no bloqueio de rodovias, os protestos são encabeçadas pela Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), com apoio de diversas outras entidades do setor, como a própria Unicam e a Confederação Nacional dos Transportes (CNT), que representa principalmente os empresários da área. Segundo informações veiculadas pela imprensa nos últimos dias, variam entre 200 e 300 os focos de protestos.

Os caminhoneiros querem redução no preço do diesel e 180 dias sem qualquer reajuste.

Da Redação

Deixe Uma Resposta