PF prende deputado federal eleito Valdevan 90

0

A Polícia Federal desencadeou nesta sexta-feira, 07, a OPERAÇÃO EXTRANEUS, com o intuito de apurar a inserção de declarações falsas em prestação de contas de campanha por parte de candidato eleito ao cargo de deputado federal pelo Estado de Sergipe nas eleições de 2018 (VALDEVAN 90).

As investigações indicam que o candidato, utilizando-se de “laranjas”, simulou a realização de diversas doações em favor de sua campanha, nela aportando valores cuja origem é desconhecida para o custeio de suas despesas. Além disso, no curso das apurações, verificou-se a atuação dos envolvidos com o intuito de direcionar os relatos dos “laranjas” chamados a prestarem esclarecimentos, como forma de mascarar a realidade dos fatos.

São cumpridos 03 (três) mandados de busca e apreensão e 02 (dois) mandados de prisão preventiva nas cidades de Aracaju/SE, Estância/SE e Taboão da Serra/SP e os envolvidos estão incursos, até o momento, no crime do art. 350,caput, do Código Eleitoral, sem prejuízo de novas imputações a serem verificadas na sequência das apurações.

A operação policial foi assim denominada em alusão ao fato do investigado ter sido eleito por Sergipe, mesmo sem ligação domiciliar recente com o Estado, uma vez que, há muitos anos, é radicado em outra unidade da Federação.

A prisão

A prisão de Valdevan 90 ocorreu no início da tarde desta sexta-feira, 7, quando chegava com assessores para almoçar no restaurante Sal e Brasa. Ele, que reside em São Paulo, onde é presidente do Sindicato dos Motoristas de Ônibus de São Paulo, é acusado de envolvimento com o PCC, conforme divulgação da mídia nacional, incluindo o Estadão e Folha de São Paulo.

Nas eleições deste ano, Valdevan foi eleito deputado federal por Sergipe na coligação do então candidato a governador Eduardo Amorim (PSC).

Deixe Uma Resposta