Pedido de habeas corpus

0

A presidente estadual do DEM, Ana Alves, até o fechamento da coluna ontem à noite permanecia detida no Presídio Feminino, em Nossa Senhora do Socorro, pela acusação de crimes de peculato, formação de organização criminosa e obstrução de investigação na Operação Caça-Fantasmas.  Ela encontra-se presa em uma cela com mais três detentas desde á sexta-feira, às 13h30, e no domingo à noite, por ser diabética, passou mal pela baixa da sua glicemia e foi atendida pelo Samu.

No final da manhã de ontem, o advogado de Ana Alves, após acesso aos autos do processo, entrou com pedido de habeas corpus, que foi distribuído para a desembargadora Ana Bernadete Carvalho Andrade, que se julgou impedida por ser esposa do ex-secretário de João Alves, Max Andrade. Ele foi redistribuído para o desembargador Diógenes Barreto, que não tinha se manifestado ainda.

Dentro da Operação Caça-Fantasmas, que visa investigar os comissionados fantasmas na gestão do prefeito João Alves Filho (DEM), o ex-vice-prefeito de Aracaju, José Carlos Machado (PSDB), prestou depoimento ontem na sede do Ministério Público de Sergipe.  No seu gabinete estavam nomeados 84 comissionados, sendo a maioria do interior do estado.

A coluna recebeu a informação que as investigações que estão sendo feitas na Caça-Fantasma, pela equipe do Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap) e os promotores de Justiça do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaecco), pega também dois ex-secretários da gestão João Alves. Eles devem ser os próximos a prestarem depoimento.

Deixe Uma Resposta