Moradores do 17 de Março vão ser beneficiados com Unidade de Saúde

0
Nesta sexta-feira, 11, a Prefeitura Municipal de Aracaju dá o ponta pé inicial para a concretização de uma antiga reivindicação dos moradores do bairro 17 de Março. Trata-se da assinatura da ordem de serviço para a construção da Unidade de Saúde da Família (USF) que vai beneficiar cerca de 17 mil moradores da localidade.
A construção está localizada na rua Laudelino de Oliveira Freire (antigo acesso 32), s/n, esquina com a rua Felisberto Firmino de Oliveira (antigo acesso 5), próximo à unidade da Fundat. A USF fica numa área de aproximadamente 4.379,00m² e terá 545,64m² de área construída que contemplará: sala de acolhimento, nove consultórios, sala de odontologia com duas cadeiras, sala de observação com WC, sala de vacina, sala de curativos, farmácia, sala de nebulização, sala de reunião, administração, recepção, espera, WC feminino e WC masculino para o público, e demais ambientes de apoio. O investimento total da obra é de R$ 955.042,65, sendo R$ 773.00,00, recurso federal e o restante financiado pela Prefeitura.
Com a finalização da obra, a Prefeitura ofertará à população do bairro 17 de Março assistência integral à saúde, uma vez que a nova Unidade contará com quatro equipes de Saúde da Família e duas equipes de Saúde Bucal, demonstrando a prioridade desse governo nas políticas públicas sociais. A entrega da USF para a população esta prevista para 2018.
Status da Obra
Em 2010, o Ministério da Saúde lançou o Programa Requalifica UBS, quando o município de Aracaju cadastrou a proposta para a construção de uma Unidade de Saúde no bairro 17 de Março. Em 2012, ao final da gestão do atual prefeito Edvaldo Nogueira, foi celebrado o convênio com a Emurb para a execução da obra, com garantia do recurso em conta. No entanto, o prefeito que assumiu a gestão em 2013 não cumpriu com os prazos legais e, sendo assim, o Ministério da Saúde determinou a devolução dos recursos. Diante dessa perda financeira, já em 2016 foi redefinida uma proposta de recurso federal que foi submetida ao Ministério da Saúde com aprovação para a construção dessa Unidade no bairro.
Programa Requalifica UBS
Quando o programa foi lançado, em 2010, Aracaju cadastrou 12 propostas de construção, cinco de reforma e uma de ampliação de Unidades de Saúde. Ao final de 2012 os recursos de todas essas propostas foram deixados em conta para execução das obras, mas a gestão que assumiu a Prefeitura em 2013 não cumpriu os prazos devolvendo ao Ministério da Saúde os recursos de dez propostas (oito de construção, uma de ampliação e uma de reforma), inviabilizando assim melhorias na Rede de Atenção Básica para os aracajuanos.
Fonte/PMA

Deixe Uma Resposta