Iran defende pagamento em dia e sem parcelamento dos salários dos servidores

0

iranO vereador Iran Barbosa criticou, no Parlamento de Aracaju, nesta quinta-feira, 06, o parcelamento dos salários dos servidores públicos da ativa e aposentados adotado pelo Governo do Estado. Para Iran, a Administração Estadual erra nessa política de penalização dos seus trabalhadores. Para ele, uma coisa é discutir o problema do pagamento do servidor público à luz do que estabelece a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que aponta limites; outra coisa é o gestor deixar de pagar os salários em dia sob a alegação de que não tem recursos.

“Neste caso, trata-se de um abuso contra os servidores. Quero repudiar esse parcelamento e os discursos derrotistas para justificar essa iniciativa”, colocou o petista.

Iran chamou a atenção para o fato de que, sob o manto de uma suposta crise financeira, empresários e gestores públicos costumarem jogar a conta da crise nas costas dos trabalhadores. Para ele, o Governo Estadual arrecada o suficiente para cumprir o calendário de pagamento dos servidores sem maiores transtornos.

“A receita do estado de Sergipe gira em torno dos 700 milhões de reais, e a folha de pagamento é cerca de 380 milhões de reais. Significa dizer que a arrecadação é suficiente para pagar a folha. Se não se garante isso é porque se está garantindo o pagamento de outras coisas. A questão é de prioridade. O trabalhador é que não pode ser penalizado”, disse.

O petista destacou, ainda, que o Dieese e os sindicatos de servidores têm alertado para o fato de que o método que vem sendo utilizado pelo Governo do Estado para calcular o peso das despesas com pagamento de servidores para fins de cálculo dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal destoa, inclusive, do cálculo que é adotado pelo próprio Tribunal de Contas do Estado.

“E essa diferença termina gerando mais dificuldades para garantir, inclusive, a reposição salarial dos servidores. Se o governo utilizasse o cálculo do TCE, teria menos dificuldades”, afirmou.

Atrasos da Prefeitura

De acordo com Iran Barbosa, a crítica que faz à política adotada pelo Governo do Estado tem mais substância ainda quanto se trata do atraso de salários dos servidores e aposentados que vem sendo praticado pela Prefeitura Municipal de Aracaju.

“No nosso município é ainda mais grave, porque os dados, que não são meus, mas da Secretaria Municipal da Fazenda, mostram que a realidade financeira de Aracaju é muito mais confortável que a realidade do Estado. Portanto, precisamos de uma política que não seja a de atacar os servidores públicos e os trabalhadores, entre estes, os que já prestaram os seus serviços à população, que são os aposentados, que tanto no âmbito municipal quanto estadual estão sendo vilipendiados nos seus direitos”, externou.

O parlamentar apelou tanto para o prefeito João Alves Filho quanto para o governador Jackson Barreto para que revejam as suas políticas equivocadas de atrasos e parcelamentos de salários e aposentadorias.

“Todos nós sabemos que atrasos no pagamento de salários repercutem muito negativamente na qualidade de vida dos trabalhadores, principalmente na fase mais avançada de suas vidas. E os cidadãos pagam impostos e contas, mas quando atrasam, tudo é corrigido depois com juros. Quando os gestores atrasam salários, ao pagá-los depois, eles não são corrigidos. Trabalhadores e aposentados precisam ser respeitados e ter seus calendários de pagamento cumpridos”, enfatizou Iran Barbosa.

Deixe Uma Resposta