Ipesaúde está vacinando contra Febre Amarela

0
Todas as quintas-feiras a vacina contra a Febre Amarela está à disposição da sociedade na Sala de Vacinação do Ipesaúde. Com a massiva divulgação sobre casos da doença em alguns estados do páis, a procura pela imunização aumentou. A autarquia disponibilza 150 senhas a cada quinta-feira para os interessados. Lembrando que Sergipe não está na zona de risco da Febre Amarela de acordo com o Ministério da Saúde.
Indicados e contra indicados a receber a vacina
De acordo com  Joyce Silva Andrade , coordenadora do Serviço Ambulatorial do Centro de Especialidades da instituição apenas as pessoas que forem viajar para as áreas de risco devem ir à procura de imunização. “Não adianta chegar aqui sem precisar da vacina”, ressaltou. A cidade de Salvador, por exemplo, está parcialmente inserida na área de risco estabelecida pelo Ministério da Saúde. A capital baiana é um dos destinos mais procurados por sergipanos durante o feriado de Carnaval. “Quem for sair do estado precisa trazer alguma comprovação da viagem com a cidade de destino inserida nela”, salientou Joyce.
A partir dos 9 meses de idade o cidadão já pode ser vacinado. Não recebem imunização as gestantes, mães que ainda estejam amamentando e pessoas alérgicas a ovo. Já a população acima de 60 anos, os portadores do vírus HIV, transplantados e pessoas que passam por tratamento quimioterápico, só podem tomar a vacina mediante relatório médico.
Relato de quem foi imunizado
A universitária Naila Barbosa Sales, de 21 anos, foi uma das pessoas imunizadas. Ela soube da vacina à disposição no Ipesaúde por intermédio de sua mãe, uma profissional da área da saúde. “Ela me mostrou uma relação de postos de saúde aptos a vacinar contra a Febre Amarela, daí optamos por toma-la aqui mesmo”. A jovem fará uma viagem e passará pela área de risco da doença. “Nosso destino final é Santa Catarina, mas antes de chegarmos lá daremos uma parada em São Paulo”, comentou. Outros dois familiares de Naila também foram imunizados: seu irmão Nilo Barbosa Sales, de 15 anos, vai para Santa Catarina com ela e a sua sobrinha, Sofia Barbosa de Lima, de sete anos, ficará em Sampa.
Já o servidor público Wesley Trindade Vieira, de 34 anos, soube da vacina pela imprensa. Ele viajará a São Paulo daqui a 15 dias e está tranquilo em relação aos casos de infecção Brasil afora. “Por conta de tantas informações divulgadas sobre a Febre Amarela eu resolvi me proteger já que eu preciso viajar constantemente”, relatou. O funcionário público chegou às seis da manhã e pegou a senha de número 27. “Achei o processo de entrega de senhas bem tranquilo e organizado. As instruções passadas sobre quem realmente necessita da vacina também foram bem instrutivas”, declarou Wesley.
Observações importantes
É bom ressaltar que basta apenas uma aplicação da vacina para estar imune contra a Febre Amarela para o resto da vida. Entretanto, para aquelas pessoas já imunizadas há mais de 10 anos, é recomendação do Ministério da Saúde nova aplicação para reforçar a proteção. Também é interessante receber a vacina pelo menos 10 dias antes de viajar para dar tempo de a imunização fazer efeito por completo no organismo.
As cidades brasileiras inseridas pelo Ministério da Saúde como área de risco da Febre Amarela estão discriminadas no link abaixo. Lembrando que essas localidades estão espalhadas por todo o território nacional e não apenas concentradas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia.
A Sala de Vacinação do Ipesaúde fica localizada na Rua Campos nº 177 Bairro São José. As senhas começam a ser entregues a partir das 07:00 hs da manhã e o horário de funcionamento é das 08:00 às 16:00 hs. Fone: (79) 3226-2802.

Deixe Uma Resposta