Greve dos professores da rede municipal chega ao fim

0

Após 29 dias da deflagração da greve dos professores da rede municipal de ensino de Aracaju, ocorrida no dia 1° de setembro, a paralisação, finalmente, chegou ao fim. A decisão foi anunciada pelo próprio Sindicato dos Profissionais do Ensino no Município de Aracaju (Sindipema), em assembleia realizada nesta sexta-feira, 29.

As atividades por parte dos professores que estavam paralisados serão retomadas na próxima segunda-feira, 2. Entre as 74 escolas da rede, apenas seis haviam aderido totalmente à greve. Outras 49 haviam aderido parcialmente, enquanto 16 seguiam o ano letivo normalmente. Três escolas da rede estão em férias no momento.

Desde o início do ano, a administração municipal manteve os canais de diálogo abertos com a categoria, seguindo a postura de gestão democrática e transparente. Das 17 solicitações feitas pelo sindicato, apenas o reajuste anual do piso nacional do magistério não foi atendido por total inviabilidade financeira. Atualmente, nenhum professor da rede municipal de ensino recebe menos que o piso nacional do magistério, que é de R$2.298,82. O menor salário pago na rede municipal de Aracaju é de R$2.560,99.

A  secretária municipal da Educação, Maria Cecília Leite, avalia a notícia como um entendimento dos professores diante da condução transparente do processo de negociação. Foram realizadas nove reuniões entre a Prefeitura e representantes da categoria, explanando os dados que justificam a inviabilidade de conceder o reajuste de 7,4% solicitado, bem como a situação encontrada e como estão sendo aplicados os recursos da Educação.

Cecília parabeniza a decisão dos professores e afirma que a administração municipal continuará investindo na valorização do corpo docente do município e se esforçando para atender as reivindicações da classe. A secretária lembra, também, como a atual administração, apesar das dificuldades financeiras, vem trabalhando pelo desenvolvimento e restabelecimento da qualidade do ensino em Aracaju.

“Nós restabelecemos os serviços de limpeza, transporte e merenda escolar, estamos oferecendo uma alimentação com um rigoroso controle de qualidade para os nossos alunos, entregamos uma escola nova no bairro 17 de Março e acabamos de concluir a licitação da segurança particular nas escolas. Além disso, estabelecemos a manutenção de todas as unidades de ensino e estamos criando o Fórum Municipal da Educação, entre outras ações. O trabalho é árduo para que nossa Educação funcione com dignidade, mas precisamos contar com os nossos professores. Fico muito feliz que a categoria tenha tomado a decisão de encerrar a greve”, destacou Cecília Leite.

Da assessoria

Deixe Uma Resposta