Governador suspende aulas nas escolas e vai editar decreto de emergência para serviços essenciais

0

Na reunião de emergência com secretários, na tarde desta sexta-feira, 25, o governador Belivaldo Chagas (PSD) adotou algumas medidas diante da continuidade da greve dos caminhoneiros e a falta de combustíveis em cerca de 70% dos postos do estado.

De imediato, o governador suspendeu as aulas na rede estadual de Educação da próxima segunda-feira, independente do que ocorrer no final de semana. Vai editar um decreto de emergência para garantir que os serviços essenciais como Saúde e Segurança Pública não fiquem desabastecidos. “Não podemos deixar que viaturas da Polícia e ambulâncias parem de circular”, afirmou.

“O que importa agora é garantir a segurança no abastecimento destas viaturas e ambulâncias para garantir os serviços essenciais à população”, afirmou Belivaldo, enfatizando que dependendo do prolongamento da greve, pode suspender também os serviços não essenciais.

Foram convocados para a reunião os secretários  João Eloy (Segurança Pública), Valberto Lima (Saúde), Josué Passos Subrinho (Educação), Rosman Pereira (Planejamento), José Felizola (Inclusão Social) e a Procuradoria Geral do Estado.

Da Redação

Deixe Uma Resposta