Galeria Jenner Augusto e a Mostra Aracaju apresentam exposição de Fábio Sampaio SAMPAIO

0

Na próxima quarta-feira, dia 16 de agosto, será aberta na Galeria Jenner Augusto a exposição “(Re)Invenção da Paisagem Doméstica”, de Fábio Sampaio, com curadoria de Mario Britto. A exposição será inaugurada dentro da programação da Mostra Aracaju, que este ano tem como tema “Viver com Arte”.

Dentro da exposição, Fábio Sampaio apresenta mais duas exposições: “Duas Cidades” e “Desenhos Líquidos”. Na primeira ele há um destaque para a pintura que aparece com mais força como se fosse um “pós-grafite”, revelando uma síntese do que de melhor o absorveu em sua morada em São Paulo e posteriormente em Aracaju. Na segunda, ele apresenta um pensamento experimental, reunindo pequenas instalações de parede.

Fábio Sampaio explica ainda que esta é uma grande oportunidade para conhecer um pouco mais do seu trabalho ao longo desses muitos anos de trabalho. “Uma oportunidade de ver e rever por meio de duas exposições resultantes de 20 anos de atuação ininterrupta, o que de fato me move na construção da minha poética e particularidades da minha linguagem visual. Re-inventar a minha paisagem, seja ela interna ou externa, é a tarefa diária de um menino que domou uma leoa para assim poder ter o privilégio e a beleza de ser artista”, comenta.

A exposição fica em cartaz até o dia 15 de outubro e a visitação pode ser feita de segunda à sexta das 09 às 22 horas e nos sábados e domingos das 16 às 22 horas. Entrada gratuita.

SOBRE O ARTISTA

Artista visual, Fábio Sampaio (Santos, SP, 1971). Desde 1991, vive em Aracaju, onde realiza sua primeira exposição individual “As Quatro Estações”. Em 2001, representa o Brasil na Bienal de Arte Contemporânea de Florença, Itália, com “Opostos da Primavera”. A partir da década de 1990, realiza inúmeras exposições em galerias e instituições brasileiras. Sua obra é publicada no livro Self Dreams com curadoria de Mário Britto, em 2014, e é citado pelo crítico de arte Paulo Klein (Association Internationale des Critiques d´Art e Associação Brasileira de Críticos de Arte) como revelação no Livro “BRASIL ART SHOW 2008”.

Premiações: 2º lugar Festival de Murais, 1990 (Santos-SP); 1º lugar Salão dos Novos, 1993 (Aracaju-SE); 1º lugar XII Salão Nacional de Arte Contemporânea da Universidade Federal de Sergipe, 1998.

 

Deixe Uma Resposta