Ezequiel: “Ganha uma caixa de picolé quem achar a prefeita de Capela!”

0

Reunião com parlamentares da bancada do PP

“Capela é terra de um povo trabalhador, de gente que acorda cedo para desenvolver suas funções e lutar pelo pão de cada dia. O que essas pessoas esperam do poder público, no mínimo, é que o gestor de plantão se dedique à cidade e mantenha a prestação de serviços a contento para a sociedade. O estranho é que Capela parece uma cidade fantasma, sem prefeita, sem gestão. Aliás, ganha uma caixa de picolé quem souber o paradeiro de Silvany Sukita”.

O comentário é do ex-prefeito de Capela, Ezequiel Leite (PR), que tem sido muito procurado por moradores da cidade revoltados com a má gestão da atual prefeita. Segundo ele os serviços públicos estão comprometidos em diversos segmentos. “Na Saúde, quando não faltam medicamentos, faltam médicos para atender o povo. Na Educação a gente nem fala. Não existe assistência para os mais pobres, para quem mais precisa”.

Em seguida, Ezequiel Leite disse que, recentemente, alegando “contenção de despesas”, a prefeita exonerou vários servidores comissionados. “O que já era ruim, ficou ainda pior. A prestação dos serviços públicos em Capela ficou ainda mais comprometida. Demitiram quem ainda vinha trabalhar, ganhando pouco e mantiveram os marajás que sequer aparecem e recebem altos salários”.

Por fim, o ex-prefeito disse que Silvany Sukita nem se posiciona como prefeita da cidade. “Ela (Silvany) nem anda por Capela! Vive em Aracaju, vive por aí! A cidade está abandonada, parece uma cidade fantasma! Tudo entregue! A falta de água continua constante e não se resolve o problema. As pessoas não acham nem a prefeita para reclamar do caos! Ninguém sabe seu paradeiro”.

Deixe Uma Resposta