Em sua defesa

0

Em nota ontem a imprensa, Almeida Lima disse que repudiava a agressão “moral e psicológica” que estava sofrendo, sobretudo a partir das 22h da terça-feira, quando tomou conhecimento, via whatsapp, de comentário “apócrifo e falso” de assédio sexual. Diz que em momento algum a jornalista Candisse o acusou de tal prática, tornando-se vítima tanto quanto ele.

Ainda na nota, o secretário informa que procurou a Delegacia de Crimes Cibernéticos e prestou a devida denúncia a fim de apurar o autor ou autores desse crime. “Por último, informo que disponibilizarei para as autoridades a gravação em vídeo das audiências que concedi à jornalista, quando, em meu gabinete, ela esteve intervindo em favor da saúde de uma pessoa do seu convívio familiar”.

Deixe Uma Resposta