Dia D: Saúde vacina cerca de nove mil pessoas contra a gripe

0
O “Dia D” de mobilização nacional da Campanha de Vacinação Contra a Gripe 2017, que foi realizado no último sábado, 13, em todas as 44 Unidades de Saúde da Família (USFs) foi um sucesso. Foram vacinadas aproximadamente nove mil pessoas, número que, segundo a coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Débora Moura, é positivo. A campanha vai até o dia 26 deste mês.

“Todas as unidades de saúde se mobilizaram, o Dia D foi positivo e contribuiu para o aumento da cobertura vacinal. Imunizamos, principalmente, idosos, crianças e gestantes, mas é preciso continuar chamando a atenção da população para a importância da vacina. Apesar de o sábado ter sido dentro da expectativa, ainda estamos distante da nossa meta. O inverno está chegando e as pessoas precisam se imunizar e ficar protegidas contra o vírus influenza”, disse.  A meta de Aracaju é vacinar 138 mil pessoas. Até o momento, foram imunizadas 35.184, o que corresponde a 29,09% do público alvo.

Quem precisa se vacinar?

Este ano, o Ministério da Saúde (MS) definiu que os seguintes grupos deverão ser vacinados: crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhador da área da saúde; pessoas com 60 anos de idade ou mais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que estão sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade, e professores das escolas públicas e privadas que estão em sala de aula.

Para receber a vacina é necessário apresentar o Cartão de Vacinação. Os portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas especiais precisam levar também uma prescrição médica, especificando o motivo da indicação da vacina. Já os professores devem comprovar a atividade através de algum documento ou declaração da escola onde ensina.

“A vacina reduz as complicações, as internações e as mortalidades decorrentes das infecções provocadas pela gripe. Por isso, a população, que está dentro do público alvo, precisa se conscientizar e ir a unidade de saúde receber a vacina”, ressalta Débora Moura.

ASCOM/SMS

Deixe Uma Resposta