DHPP e Dipol prendem quatro homens suspeitos de matarem motorista de aplicativo em Aracaju

0

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e Departamento de Inteligência da Polícia Civil (Dipol) apresentou na manhã desta quinta-feira, 14, a conclusão das investigações do crime que resultou no homicídio do motorista de aplicativo Lucas Pasolyne Santos Bezerra. Quatro pessoas apontadas como autores do crime foram presas e um suspeito ainda está foragido.

O motorista Lucas Pasolyne foi morto no dia 8 de maio deste ano e seu corpo foi encontrado no dia seguinte na barragem do Timbó, no município de São Cristóvão. Segundo as investigações, a vítima foi morta com requintes de crueldade, tendo as mãos e os pés amarrados, a boca amordaçada e uma faca cravada na nuca, além de várias perfurações pelo corpo.

Após seis meses de investigações, foram apontados como autores do crime André Felipe Nascimento Santos, “Gordinho”, Adriano Barbosa de Santana, “Gavião”, Gabriel dos Santos Oliveira e Jailson dos Santos Galvão estão presos e respondendo pelo homicídio. Fabiano Santos Cardoso, “Compadre”, ainda está foragido.

De acordo com a delegada Tereza Simony, a motivação do crime segundo o primo da vítima, é que ele havia roubado pertences de um traficante. “Em seu interrogatório, Gabriel disse que Lucas tinha roubado uma arma de fogo do traficante e homicida Ismaike que morreu em um acidente de carro no bairro Aruana 15 dias antes do homicídio.”

Os cinco homens envolvidos no crime já possuem passagem pela polícia por homicídio e roubo. A Polícia Civil pede que a população continue colaborando nas investigações repassando qualquer informação a respeito de Fabiano Santos Cardoso, através do Disque Denúncia,  181. O sigilo é garantido.

Deixe Uma Resposta