Desculpa esfarrapada

0

Informações chegadas ontem à coluna dão conta que o ex-deputado estadual Mundinho da Comase (PSL) vem recebendo a visita de alguns parlamentares. A alguns deles teria dito que foi coagido a acusar ex-colegas parlamentar sob pena do Ministério Público Estadual pedir a prisão da sua esposa, que administrava a Associação de Proteção a Assistência e Maternidade Infantil Antonio Vieira da Silva Neto, em Itabaianinha, na qual repassou R$ 439 mil da sua subvenção.

Segundo a fonte , essa justificativa de Mundinho foi apenas uma forma que ele encontrou para não ficar mal com os deputados, que são do mesmo grupo político e que foram seus colegas na legislatura passada. Lembrou que antes de ser preso, Mundinho já vinha dizendo que se isso ocorresse ele falaria tudo o que sabia para se beneficiar da delação premiada, que reduz a pena em até 1/3, se houver a comprovação da denúncia.

Deixe Uma Resposta