Denarc prende três traficantes na zona sul de Aracaju em desdobramento da operação Jardim do Éden

0

O Departamento de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil prendeu nessa sexta-feira, 16, em dois bairros da zona sul de Aracaju, três traficantes de drogas sintéticas cuja atribuições eram armazenar, vender e transportar o material o ilícito.

Segundo informações, Pablo Santos Campos, 24 anos, havia sido investigado no ano de 2018 pela Policia Civil, mas somente este ano em junho o suspeito foi preso em flagrante pela equipe da Policia Militar e em julho recebeu liberdade  na audiência de custódia. Além dele foram presos Ana Cláudia Alves Santos, 29, e Vítor Ribeiro Dantas de Oliveira, 22.

De acordo com o delegado Osvaldo Rezende, a droga pertencia a Pablo e era ele o traficante que negociava os comprimidos de drogas sintéticas (ecstasy), maconha e haxixe e também recrutava pessoas para expandir seus negócios ilícitos.

O delegado Osvaldo Resende detalhou como o trio atuava na região “Pablo já tinha sido preso no mês de junho pela Polícia Militar , o Departamento de Narcóticos  já tinha conhecimento da sua participação no tráfico de drogas sintéticas e ele utilizava do Vítor para transportar as drogas de Salvador até Sergipe e guardar a maior parte dos comprimidos, e Ana Cláudia era utilizada para fazer a venda direta para os consumidores com perfil jovem e universitário e classe média e alta”

Com o suspeito, foi apreendido cerca de 162 comprimidos de ecstasy,  cerca de 280 gramas de maconha; três balanças digitais utilizadas para pesagem dos entorpecentes e dois rolos usados para embalagens da droga. Em outro ponto do bairro Farolândia, foi presa Ana Cláudia, recrutada por Pablo para vender os entorpecentes. A operação foi deflagrada na madrugada dessa sexta-feira, 16, no momento em que Ana Cláudia foi flagrada fazendo uma tentativa de venda e com ela foi encontrada uma quantidade de comprimidos.

 

Já Vítor Ribeiro, além de guardar o entorpecente também atuava como mula para Pablo. “Ele realizava o transporte interestadual de drogas a mando de Pablo”, explicou o delegado Osvaldo Resende.

Os três presos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e por associação ao tráfico

 

Jardin do Éden

Segundo os levantamentos feitos no Denarc, essas investigações são um desdobramento da Operação Jardim do Éden, desencadeada em 2018. Pablo estava solto e respondia ao processo de tráfico em liberdade.

A operação Jadim do Éden teve várias fases e muitos mandados foram cumpridos em Sergipe e Santa Catarina. A operação ganhou esse nome pelo fato de um dos investigados fazer referência a Aracaju como um paraíso para comercializar os entorpecentes, devido ao grande consumo.

 

Deixe Uma Resposta