Delegado diz que o discurso da REDE está perdido

0

O delegado Paulo Márcio se manifestou com relação ao comportamento da REDE Sustentabilidade nesta semana em que aprovou aliança do partido com o PSB, depois saiu com nota dizendo que nada estava definido e, por fim, anunciou que sairia com candidatura própria ao governo do Estado e ao Senado. Chegou a afirmar que A Rede Sustentabilidade, no entanto, “sai menor, desacreditada, amorfa, sem cor, sem brilho, sem rumo”.

Diz o texto do delegado:

Valadares Filho está certíssimo ao colocar como coisa do passado o malfadado acordo com os marineiros. A formação de alianças é algo legítimo e comum em um sistema pluripartidário.

Após o encalhe, o PSB segue sendo PSB, com seus defeitos e qualidades, vícios e virtudes, já conhecidos dos apoiadores e simpatizantes quanto dos adversários.

A Rede Sustentabilidade, no entanto, sai menor, desacreditada, amorfa, sem cor, sem brilho, sem rumo.

A despeito da resistência de um ou dois membros de seu diretório, entregou-se sem resistência a um projeto do campo tradicional, que eles chamam de velha política, implodindo seu próprio ideário.

Desistir da aliança com o PSB, depois do anúncio estrepitoso, não fará o tempo andar para trás, mas sim realçar a crise de identidade – quiçá existencial – que atormenta a sigla.

O discurso está perdido, assim como a pretensa virgindade, apesar da complacência do hímen, que ora estica, ora contrai, de acordo com a própria conveniência e os pudores de quem lhe faz a corte.

O velho e tradicional PSB fez política, como qualquer outro partido que tem um projeto claro e transparente de poder; a nova, pura e recatada Rede, a seu turno, fez teatro, papelão, lambança, mostrando que o poder pelo poder é a única regra que lhe importa, ainda que se apresente aos incautos como uma vestal.

Por Paulo Márcio

Deixe Uma Resposta