Crime na serra

0

O crescimento da violência no país e em Sergipe é assustador. Hoje o cidadão é assaltado não somente na rua ou na sua residência, mas dentro da farmácia, do supermercado, do bar, do restaurante, do hospital, da clínica, no estacionamento do shopping, na chegada em casa, ou seja, em qualquer lugar do dia e da noite.

No último final de semana, dos 29 corpos que deram entrada no IML 15 foram de vítimas de disparos de arma de fogo e três de arma branca. Os crimes ocorreram em Aracaju, Estância, Nossa Senhora do Socorro, Lagarto, Tobias Barreto, Ribeirópolis, São Cristóvão, São Domingos e Tobias Barreto.

A insegurança é gritante e o medo de ser a próxima vítima é terrível. O aumento dos roubos e furtos, muitos com agressividade física e até com a retirada da vida, tem muito a ver com a falta de políticas públicas para conter o tráfico de drogas e armas, uma vez que a maioria desses crimes é praticado por usuários de drogas.

No último domingo, um crime chocou os sergipanos. Foi o assalto ao Parque dos Falcões, na Serra de Itabaiana, praticado por seis homens armados que fizeram os funcionários reféns, espancaram , ameaçaram de morte, trancaram em uma sala, tentaram estuprar uma mulher e levaram a renda do final de semana originaria da visita de turistas.

Como se não bastasse, os bandidos levaram cinco aves, sendo dois filhotes de gaviões, um papagaio e dois passarinhos. E ainda mataram um filhote de gavião pedrês, conhecido popularmente como gavião prateado.

A classe política se solidarizou com o ocorrido. “Me solidarizo com todas as pessoas que foram vítimas deste crime. E como biólogo, me sensibilizo pelo filhote de gavião morto, e pelas demais aves que foram levadas pelos suspeitos. O Parque dos Falcões é reduto destes animais e é um dos poucos locais do Brasil com autorização do Ibama para a realização deste tipo de trabalho”, disse o vice-presidente nacional do PT, ex-deputado federal Márcio Macedo.

Márcio disse esperar que a polícia possa encontrar as pessoas responsáveis por agredir funcionários, roubar objetos e levar a renda local, e que estes respondam pelos crimes cometidos. “Também torço pela recuperação dos animais”, frisou.

Postou o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD), nas redes sociais: “Vergonha, covardia, violência gratuita e desnecessária… difícil explicar o que leva alguém a invadir um parque que devotado à preservação de aves. Mais ainda, a agredir pessoas e matar animais. Aonde vamos parar? Lamentável!”.

O senador Eduardo Amorim (PSDB) também se manifestou. “Nem mesmo uma das mais conhecidas atrações turísticas de Sergipe, o Parque dos Falcões, ficou de fora da violência que predomina no Estado. Durante o assalto acontecido ontem, 12, uma ave foi morta, cinco outras aves e dinheiro foram roubados, e funcionários foram espancados”, lamentou.

Disse ainda o senador: “O Parque dos Falcões fica localizado no Parque Nacional da Serra de Itabaiana e é o único centro de criação, multiplicação e preservação de aves de rapina da América do Sul. Lamentável o fato que aconteceu. A insegurança está em todos os lugares de Sergipe”.

Que a polícia consiga prender logo esses criminosos e que a Justiça não solte, pois, infelizmente, para agravar ainda mais o índice de violência no país a polícia está “enxugando gelo” já que a justiça manda soltar boa parte dos bandidos presos pelos policiais.

Deixe Uma Resposta