CPIs do Lixo e da Saúde são instaladas na Câmara Municipal sobre protesto da oposição

0

Na manhã desta terça-feira, 13, durante sessão polêmica na Câmara Municipal de Aracaju, foram instaladas as CPI do Lixo e da Saúde conforme determinação judicial. Integram as duas CPI´s quatro vereadores da situação e um da oposição.

O presidente da Câmara, Nitinho, nomeou como integrantes da CPI do Lixo os vereadores da situação Vinícius Porto (DEM), Antônio Bittencourt (PC do B), Fábio Meireles (PPS) e Manoel Marcos (PSDB) e o vereador da oposição Elber Batalha (PSB).    Como suplentes foram indicados Zezinho do Bugio (PTB,) Palhaço Soneca (PPS), Kitty Lima (Rede), Bigode do Santa Maria (MDB) e Evandro Franca (PSD).

Já os vereadores Anderson de Tuca (PRTB), Isac Silveira (PC do B), Jason Neto (PDT) e Seu Marcos (PHS) comporão a CPI da Saúde pela situação e  Cabo Amintas (PTB) pela oposição. Emília Corrêa (Patriota), Américo de Deus (Rede), Thiaguinho Batalha (PMB), Dr. Gonzaga (MDB) e Antônio Bittencourt (PC do B) ficaram na suplência.

Para vereadora Emília Corrêa, o parlamento da capital está longe de ser uma democracia, que trabalha em benefício do cidadão. “Aqui o sistema é ditatorial, vem de cima para baixo, do executivo para o legislativo. O presidente só faz a vontade do prefeito. Os vereadores da situação fugiram da CPI como o diabo foge da Cruz. E são esses, que se dizem defensores do povo, que vão investigar os desmandos do patrão. Lógico que eles não iriam permitir que Emília Corrêa estivesse nessa Comissão. O motivo é óbvio, a verdade iria aparecer”, desabafou.

Para a patriota, causou estranheza a nomeação para CPI do Lixo de quatro vereadores da situação e um da oposição, desrespeitando o princípio da proporcionalidade. Ainda mais por nomear como membros, vereadores que assinaram pela instalação da CPI do lixo, em seguida voltaram atrás com a retirada das assinaturas e ainda mudaram de lado.

“Tudo isso é muito bizarro. Nas interceptações telefônicas, as quais tivemos acesso, tem um vereador que foi pago para assumir a CPI. Nós queremos muito saber quem foi. Não estou na CPI do Lixo,  mas enquanto isso, já que não cabe discutir essa questão na Justiça, vamos estabelecer uma comissão que vai fiscalizar as  comissões. Assim, saberemos os nomes. Sem essa vigilância, tudo isso pode acabar em pizza”, afirma.

Da Redação

Deixe Uma Resposta