Cidadão denuncia no Deotap “escândalo das diárias” na Câmara de Capela

0

O representante comercial José Edirani dos Santos formalizou uma denúncia grave no Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (DEOTAP), munido de documentos, contra o ex-presidente da Câmara Municipal de Capela, vereador José Adaltro Santos, o “Adalto Sukita”.

Segundo o denunciante, houve suposta manipulação do sistema de informações para “mascarar” pagamentos “indevidos” e “fraudulentos” de diárias para servidores daquele Poder Legislativo durante o exercício de 2017/2018.

Ao fazer uma pesquisa no portal da transparência, Edirani disse ao Deotap que percebeu que haviam servidores cadastrados como beneficiários de diárias por participação em eventos que “sem nunca terem efetivamente participado dos mesmos”. Ainda segundo o representante comercial o fato ainda mais grave é que muitos desses servidores nem sabiam que eram beneficiários de tais “diárias”.

“O presidente da Câmara dava a ordem de confecção da papelada necessária, mandava preparar os cheques para o pagamento dessas pessoas, mas os servidores nunca recebiam esses cheques e nem os valores correspondentes”, denunciou o capelense, dizendo acreditar que os funcionários realmente não tinham conhecimento do que acontecia e que o ex-presidente “falsificava de alguma forma” as assinaturas dos beneficiários.

Edirani acusa o ex-presidente da Câmara de se apropriar de forma indevida e que “existem mais pessoas envolvidas”, mas no Deotap não soube precisar quem mais, além de José Adaltro Santos. O representante comercial apresentou como provas para a Polícia Civil registros de pagamentos de diárias feitos pela Câmara de Capela para servidores da Casa que, segundo ele, nunca participaram dos eventos citados.

“Como cidadão acho que fiz o meu dever, cumprir com a minha obrigação. Não podia silenciar diante do roubo descarado ao erário público de Capela. Nosso povo já sofreu demais com tantos desvios. Gestores indo parar na cadeia por malversação do dinheiro da população! Espero que o Deotap atue com independência e faça apenas seu papel de investigação. Que ouça todas as partes e logo todos irá ver que Edirani mais uma vez estava com a verdade”, pontua o representante comercial.

Deixe Uma Resposta