Câmara reconhece o trabalho de Maria Teles dedicado a Estância e lhe concede Cidadania Estanciana

0

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Estância, nesta quarta-feira, 18, o presidente da Casa Legislativa, vereador André Graça, dispensou o grande expediente para realizar o ato solene de entrega do título honorífico de cidadania estanciana a senhora Maria Teles dos Santos, natural da cidade de Aquidabã (SE), atualmente residindo na capital sergipana.

A nova filha estanciana é Assistente Social de formação, assumiu diferentes funções em sua vida profissional, dentre elas: magistério, extensão rural, técnica em desenvolvimento social e Secretária de Estado de Políticas para Mulheres.

Quando da sua atuação em Estância, Maria Teles implementou o CREAM – Centro de Referência de Atendimento a Mulher; envidou esforços para a implantação da DEAM, Delegacia de Atendimento a Mulher e para a implantação da Ronda Maria da Penha, ação pioneira em Sergipe.

Quando esteve como Consultora do SEBRAE, elevou as ações do Programa “Comunidade Ativa”, em Estância, produziu o documento “Levantamento de Todas as Potencialidades de Estância”, um verdadeiro raio-X para a gestão pública municipal.

A senhora Maria Teles dos Santos atuou por mais de 20 anos em Estância, parte desse tempo contribuiu expressivamente com a COOPAME, como servidora da EMDAGRO.

Uma das bandeiras de luta da sua vida pública, externou, foi defender a igualdade de gênero. Ainda adolescente percebeu o quanto o sexo feminino era inferiorizado e prometeu para si que lutaria por essa causa.

Ao discursar, agradeceu ao vereador proponente (Artur Do PT) e aos demais parlamentares pela aprovação da matéria. Agradeceu ao presidente do PT, em Estância, ex-vereador José Domingos Machado, a homenagem que este lhe proporcionou.

O vereador líder do prefeito na Câmara, Misael Dantas, discursou representando os seus Pares e discorreu acerca das atividades exercidas na vida pública da homenageada.

Por fim, a ilustre estanciana recitou versos de Cora Coralina: “Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas”.

De acordo com o Art. 42, Inciso XXXIII, da Lei Orgânica Municipal, compete a Câmara Municipal conceder o título de cidadão honorário ou conferir homenagem a pessoas que reconhecidamente tenham prestado relevantes serviços ao município ou nele se destacado pela atuação exemplar na vida pública e particular.

Da assessoria

Foto/Everaldo Germano

Deixe Uma Resposta