Bittencourt diz que “enquanto a oposição chora de raiva, Edvaldo Nogueira trabalha”

0
O vereador Professor Bittencourt (PCdoB) rebate algumas críticas feitas pelo vereador Elber Batalha (PSB) sobre a gestão do prefeito Edvaldo Nogueira. Na opinião do parlamentar, o papel da oposição não está sendo o de fiscalizar com embasamentos técnicos mas, sim, o de fazer a crítica pela crítica.  “É preciso descer do palanque do partidarismo e reconhecer como Aracaju vem avançando nesses dois anos. A cidade veio de uma gestão fracassada. É natural que critiquem, faz parte da democracia. Mas o desejo pelo fracasso e a torcida para que aconteça sempre o pior têm sido a uma obsessão de alguns nomes da oposição. Se depender deles, Aracaju viveria um caos em  benefício do seus discursos meramente eleitoreiros. A administração de Edvaldo caminha muito bem”, diz Bittencourt.
Em relação às obras, a Prefeitura, nos dois primeiros anos, vem realizando trabalhos de infraestrutura nos bairros Santa Maria, Coroa do Meio, Atalaia, Coqueiral, 17 de Março, Augusto Franco,  Farolândia, Cidade Nova, loteamentos Moema Mary, Senhor do Bomfim, Pantanal, conjuntos Padre Pedro, Antônio Carlos Valadares  e outros. São 260.609,43 metros quadrados de vias recuperadas e cerca de 600 ruas por mês, além de 17 km de vias recapeadas de pavimentação e 12.814 toneladas de asfalto.
“E não para por aí. Edvaldo vem dando uma série de ordens de serviço para obras de urbanização em Aracaju que somarão um investimento de R$ 50 milhões para os bairros Marivan, Japãozinho, Soledade (Moema Mary e Jardim Bahia), além da recuperação das avenidas Euclides Figueiredo e Beira Mar. Não podemos esquecer do projeto de Mobilidade Urbana. Os semáforos inteligentes já estão em implantação e a população já vê Aracaju mais organizada”, pontuou Bittencourt, destacando o trabalho diário das equipes da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (EMURB).
“O sistema viário dos bairros Aruana, Capucho Cidade Nova, Luzia, Suissa e Siqueira Campos receberam reparos. Também foi feita rede de drenagem no 18 do Forte, Coroa do Meio, Jabotiana, Jardim Centenário, Olaria, Ponto Novo e Soledade, e pavimentação na Farolândia, Soledade e na Zona de Expansão. Enquanto a oposição chora de raiva, o povo sorri de alegria, o prefeito trabalha e cada vez mais enfrentramos os problemas da nossa cidade”, complementou.
Além das obras de infraestrutura nos bairros aracajuanos, a Prefeitura já reformou e promoveu a manutenção de 63 das 75 escolas da Rede Municipal de Ensino. “Foram investidos mais de R$ 1 milhão em obras de revitalização ou recuperação dos colégios. Além de ser mais uma promessa de campanha cumprida por Edvaldo, as reformas das Escolas integram o Planejamento Estratégico da PMA para que a Rede tenha qualidade de ensino aos alunos, ofertando espaços com ótima condições de trabalho para professores e demais funcionários. Desde janeiro de 2018, já foram investidos R$ 1,4 milhão em mobiliário. Para 2019 já estão sendo empenhados R$ 3,5 milhões para manutenção e reforma de prédios da Educação”, reforçou.
Saúde
A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) também foi alvo das críticas do membro da oposição, especialmente sobre a situação dos Hospitais Nestor Piva e Fernando Franco. No último dia 14, o atendimento no Hospital Nestor Piva voltou a ser normalizado em sua totalidade, com a desinterdição pelo Conselho Regional de Medicina (CRM) com os esforços céleres da SMS para a recomposição de escalas e garantia da assistência à população.
Como medida emergencial, a Prefeitura realizará contratação de uma empresa para regularizar os atendimentos no Nestor Piva e ficará responsável pela contratação dos médicos e de todos os demais profissionais, garantindo a prestação do serviço. A gestão do Fernando Franco continuará pela responsabilidade da Prefeitura. A Administração também promove a contratação de profissionais através de Processo Seletivo para Pessoa Jurídica, iniciada em dezembro. Deste modo, estarão extintos os contratos através de RPA, atendendo a uma determinação do Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas do Estado.
“Os aracajuanos não podem ficar desassistidos e não ficarão. Embora seja um contrato emergencial, todos os trâmites são feitos de forma legal, acompanhados pelos órgãos de fiscalização e de controle, a exemplo do Tribunal de Contas, o Ministério Público, o Conselho e a própria população. Haverá uma comissão da SMS para acompanhar os resultados dos serviços prestados pela empresa no Nestor Piva. Tudo está sendo feito da forma mais transparente, ética e responsável”, destacou Bittencourt.
O atendimento no Nestor Piva está normalizado e fluindo. De 08 de janeiro ao início da manhã do dia 17, o Nestor Piva realizou 2.727 atendimentos em clínica médica. Do dia 09 ao início da manhã de 17 de janeiro foram 309 atendimentos na clínica cirúrgica. Já na clínica ortopédica, foram 212 atendimentos de 14 de janeiro ao início da amanhã do dia 17.
Da assessoria

Deixe Uma Resposta