Belivaldo garante ajuda financeira ao Cirurgia e propõe participação do governo na administração do hospital

0
Candidato à reeleição, o governador do Estado, Belivaldo Chagas (PSD), assegurou na manhã desta sexta-feira, 17, no Jornal da Vida, na Rádio Jornal AM 540, que o Governo de Sergipe está comprometido e disposto a colaborar para reequilibrar as finanças do Hospital de Cirurgia (HC) – unidade de saúde mantida por uma fundação beneficente que atende a pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).
O governador explicou, em sua primeira entrevista como candidato à reeleição, que ao assumir o governo, em abril, fui procurado pela diretoria do Hospital de Cirurgia para ajudar financeiramente a instituição. Na ocasião, autorizou, de imediato, que o Estado antecipasse um pagamento da ordem de 5 milhões de reais para o HC.
“Agora, novamente, o Cirurgia procura o governo em busca de ajuda financeira. Vamos ajudar sim, mas queremos também participar da administração do hospital, indicando técnicos competentes e qualificados para atuar na diretoria, de modo que possamos colaborar ainda mais com a gestão, pois lá estamos injetando recursos públicos e precisamos prestar contas à sociedade da aplicação desse dinheiro”, afirmou Belivaldo.
De acordo com o candidato à reeleição, é necessário que o Hospital de Cirurgia se integre à Rede Estadual de Saúde para que o sistema, como um todo, possa funcionar bem. “Não adianta apenas o governo estadual fazer a sua parte. É preciso que os municípios e o governo federal também cumpram com suas responsabilidades para que possamos, de forma integrada, oferecer melhores serviços e prestar um atendimento de excelência à população. Já temos conquistado avanços na área da Saúde, resultado da atuação direta do governador, e isso já pode ser observado, por exemplo, no Huse, onde praticamente zeramos as filas que se formavam nos corredores daquele hospital”, destacou.
 
Segurança pública
O governador Belivaldo Chagas aproveitou o espaço para destacar os esforços que o governo estadual tem feito para melhorar a segurança dos sergipanos e citou a convocação de 1.300 novos policiais militares, feita ainda na gestão Jackson Barreto, a realização de novo concurso para ingresso na corporação, em sua gestão, e os investimentos em tecnologia e pessoal feito na pasta da Segurança Pública.
“Para a Polícia Civil, o governo convocou quase 450 novos agentes e escrivães, dos quais 130 foram convocados por mim, depois que assumi o governo em abril, cumprindo compromisso assumido junto à categoria. O Anuário da Segurança Pública divulgado na semana passada mostra que estamos no caminho certo, reduzindo os índices de criminalidade em Sergipe”, frisou Belivaldo, ao salientar que a Segurança Pública precisa ser feita de forma integrada entre Estados, Municípios, Governo Federal e sociedade.
Os novos agentes e escrivães da PC têm proporcionado, explicou o candidato à reeleição, um impacto importante nos serviços de Segurança Pública em Sergipe, lotados, inicialmente, em cidades do interior, que passaram a contar com um efetivo maior de policiais e um reforço importante do trabalho investigativo das Delegacias Regionais e Distritais e, também, das Delegacias Metropolitanas em Aracaju, Divisão de Inteligência e Departamentos Especializados, como o DHPP e Denarc.
O governador se despediu dos ouvintes agradecendo a oportunidade de estar em contato direto com os cidadãos. “Ouvir as pessoas, dialogar, é algo que faz parte do meu jeito de ser e isso não vai mudar porque estou governador do Estado, esse é o meu estilo”, pontuou.
Da assessoria

Deixe Uma Resposta