Após 46 anos TV Sergipe recebe fiscalização federal a pedido do SINDIJOR

0

Uma semana após assumirem a direção da TV Sergipe (afiliada Rede Globo), as novas proprietárias Lourdes Franco e sua filha Carolina Franco, foram surpreendidas nesta quarta-feira, dia 13, por uma fiscalização federal, solicitada pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Sergipe (SINDIJOR-SE). Um fiscal do Ministério do Trabalho e Emprego passou a manhã inteira na redação de Jornalismo da afiliada Rede Globo e, em poucos minutos, confirmou o caso de assédio moral denunciado pelo SINDIJOR.

A empresa de comunicação ainda tentou enganar a fiscalização federal, quando ligou às pressas o ar-condicionado, porém após sentir na pele o calor, com a camisa encharcada de suor,  e verificar a condição precária de trabalho, o fiscal comprovou a falta de respeito que a TV Sergipe vem impondo aos jornalistas.

Desde o início do ano, o aparelho de ar-condicionado vem sendo desligado como forma de economia. Diretores do SINDIJOR já tinham se reunido com o então proprietário Albano Franco. Solicitaram que os aparelhos de ar-condicionado da redação e dos estúdios dos programas jornalísticos voltassem a ser ligados, ou no mínimo, autorizassem a instalação de ventiladores na redação, contudo a empresa não mudou o cenário. Pelo contrário, passou a confiscar pequenos ventiladores portáteis de seus funcionários, e aqueles que insistiam começou a dar advertências.

“A TV Sergipe deve receber uma multa nos próximos dias. Caso não se adeque as regras, tomaremos atitudes mais enérgicas, a fim de defender o bem-estar de nossa categoria. Esperamos que não seja preciso radicalizar. Ainda acreditamos no diálogo e bom senso”, observa Paulo Sousa, presidente do SINDIJOR.

Reunião

E após a fiscalização federal, a direção da TV Sergipe agendou uma reunião com a direção do SINDIJOR para às 15h desta quinta-feira, na sede da emissora, para debater este e outros assuntos relacionados ao Jornalismo.

Deixe Uma Resposta