Adiado julgamento da prefeita de Japaratuba no TRE

0

Durante início da sessão do pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SE) desta terça-feira, 8, a juíza relatora Sandra Regina Câmara Conceição pediu adiamento do julgamento do recurso apresentado pela defesa da prefeita Lara Moura (PSC-Japaratuba) e do vice Dogival Monteiro pela  acusação de abuso de poder político nas eleições 2016.

A própria relatora marcou para a sessão do pleno do TRE do próximo dia 15 de outubro o julgamento do recurso, o que foi acatado pelos demais membros do tribunal.

 O ex-deputado federal André Moura (PSC), marido da prefeita, também é acusado de abuso de poder político nas eleições no município pelo  Ministério Público Eleitoral (MPE-SE).

Em 19 de dezembro de 2018 o juiz Rinaldo Salvino do Nascimento, da 11ª zona eleitoral, condenou os três à perda de elegibilidade por oito anos. E a Lara e Dorgival a cassação do diploma pelo entendimento de que foram diretamente beneficiados pela influência de André, que na época era deputado federal e líder do governo Michel Temer no Congresso Nacional.

“À luz de toda a prova documental acostada e colhida nos autos, estou plenamente convencido que o investigado André Luis Dantas Ferreira de forma livre e consciente abusou do seu enorme poder político, sobre pelo fato de ser deputado federal e líder do Presidente da República, comprometendo a normalidade e a legitimidade das Eleições Municipais de 2016, tudo em prol da candidatura de sua esposa Lara Moura e de seu vice, no município de Japaratuba”, proferiu o juiz eleitoral em sua sentença.

Deixe Uma Resposta