Adelson homenageia Ibama pelos seus 28 anos

0

“Promover a preservação, melhorar a qualidade ambiental e priorizar a sustentabilidade”. Foi com esse discurso que o deputado federal Adelson Barreto (PR) utilizou a tribuna da Câmara Federal, nesta quarta-feira (22), para parabenizar o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que completa 28 anos de atividades, desenvolvendo ações para combater o tráfico de animais, reduzindo os índices de desmatamento e executando a Política Nacional de Meio Ambiente por meio da fiscalização, monitoramento e controle ambiental.

Em discurso, o parlamentar parabenizou a todos os servidores do órgão e destacou que desde sua criação, em 1989, o Ibama vem alcançando novos espaços e que a questão ambiental fora reformulada no País a partir da Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento – Rio-92, quando foi criado o Ministério do Meio Ambiente, com o objetivo de estruturar a política do meio ambiente no Brasil, ao qual o Ibama agora está vinculado.

“A partir da Conferência da Organização das Nações Unidas — ONU sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, mais conhecida como Rio-92, a questão ambiental no Brasil tornou-se mais discutida junto à sociedade, que já vinha se organizando nas últimas décadas, no sentido de pressionar as autoridades pela proteção ao meio ambiente de forma mais concisa”, disse.

Ainda em seu pronunciamento, Adelson destacou que o Ibama de Sergipe foi único a receber emenda parlamentar de forma individual para reformar, ampliar e adquirir equipamentos especializados. “Em Sergipe, será construído um novo Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) com emenda parlamentar individual ofertada por este deputado e também pela senadora Maria do Carmo. Com a destinação destas emendas individuais o Ibama irá qualificar e melhorar as condições de trabalho”, frisou.

Adelson finalizou seu discurso enfatizando que o Estado de Sergipe tem inovado na realização dos seus trabalhos, através do Acordo de Cooperação do Cadastro Técnico Federal (CTF) – entre o Ibama, Junta Comercial e Governo do Estado. “Os recursos gerados pelo pagamento do CTF por parte das empresas que tenham no seu objeto um potencial poluidor e que atualmente vão para a União, 60% passarão a ser destinados para a aquisição de drones, barcos, viaturas e GPS para os órgãos ambientais de Sergipe a partir deste acordo de cooperação”.

Da assessoria

Deixe Uma Resposta