A pivô

0

Foi a então presidente da Assembleia Legislativa, Angélica Guimarães, hoje conselheira do Tribunal de Contas do Estado, quem fez escola mudando o regimento interno da Casa para poder antecipar a eleição da Mesa Diretora do segundo biênio da legislatura e, consequentemente, se manter presidente por mais dois anos. De lá para cá, os dirigentes dos Poderes Legislativo Estadual e Municipal se utilizam dessa prática. Foi na gestão de Vinícius Porto na Câmara Municipal que o estatuto interno foi mudado para permitir a antecipação da eleição da Mesa Diretora.

Deixe Uma Resposta